Estação Piedade: a biografia de Fernando MolicaEstante: livros públicados pelo MolicaPáginas Amarelas: textos, artigos e outras palavras maisJulio Reis: Biografia, Músicas e PartiturasBlog: Pontos de PartidaFoto MolicaClique para voltar a página principalFoto Molicawww.fernandomolica.com.brEntre em contato com o Fernando MolicaInformações para imprensa

Páginas Amarelas

ARTIGOS E OUTROS TEXTOS DE FERNANDO MOLICA

separador
BG

Os assassinos de João

separador





9/7/2008 - jornal "O Dia"

Rio - Enganam-se os que atribuem apenas aos dois PMs a responsabilidade pelo absurdo assassinato do menino João. As imagens reveladas na edição de ontem de O DIA não mostram, mas, naquela rua, escondidas atrás de postes, armadas, havia muitas outras pessoas. Gente que encontramos nas ruas, no trabalho, em palácios legislativos e de governo.

Pessoas que forjaram sua cumplicidade com incontáveis crimes, que sempre defendem a violência policial e o desrespeito à civilidade e à lei, que enchem a boca para dizer que na nossa sociedade só há direitos humanos para bandidos.

Pessoas que não se cansam de alardear que policiais têm direito de matar. Que nunca se curvaram a uma realidade óbvia: nos últimos anos, a polícia matou como nunca e a criminalidade não parou de crescer.

Estas pessoas - desculpe, leitor, se você é uma delas - nunca conseguiram atentar para algumas questões: 1. policial que pode matar pode também cometer qualquer outro tipo de crime e ter quase certeza da impunidade; 2. policial que pode matar supostos bandidos pode matar qualquer um de nós. Só há um jeito de impedir que matem inocentes: é impedir que eles matem qualquer um.

O menino João é apenas mais uma vítima da política que, para a alegria de tantos governantes, joga para fuzis e pistolas a solução de graves problemas econômicos, sociais e, claro, de segurança pública. Os que defenderam o direito de a polícia atirar primeiro e perguntar depois devem, agora, apresentar-se à delegacia que investiga o assassinato de João e declararem-se cúmplices dos dois PMs cujo comportamento tanto estimularam. Todos ajudaram a apertar os gatilhos das armas daqueles policiais.



Deixe seu Comentário










BG
© Todos os direitos reservados. Todos os textos por Fernando Molica, exceto quando indicado. Antes de usar algum texto, consulte o autor. créditos do site    Clique para ver os créditos do site