Estação Piedade: a biografia de Fernando MolicaEstante: livros públicados pelo MolicaPáginas Amarelas: textos, artigos e outras palavras maisJulio Reis: Biografia, Músicas e PartiturasBlog: Pontos de PartidaFoto MolicaClique para voltar a página principalFoto Molicawww.fernandomolica.com.brEntre em contato com o Fernando MolicaInformações para imprensa

Blog

Pontos de Partida, o Blog do Fernando Molica

separador
BG

Bandidos que não são os de sempre

separador Por Fernando Molica em 07 de fevereiro de 2018 | Link | Comentários (0)

Seriado que trata de um grande traficante mexicano, 'El Chapo' mostra desde os primeiros capítulos que uma organização criminosa só é capaz de sobreviver e prosperar com o apoio/cumplicidade do aparelho estatal. Na hora em que choramos a morte de mais duas crianças cariocas é fundamental criticar o sistema de segurança e também ressaltar questões ligadas à desigualdade, à precariedade de serviços como saúde e educação; é importante citar a falta de esperança de milhares de jovens, sentimento gerado por condições de vida tão degradantes.

É impossível ignorar a óbvia parceria de setores do Estado com a criminalidade, algo que não esgota na tradicional associação entre bandidos-bandidos e bandidos-policiais, convênios que prosperam ainda mais na crise. O episódio da suposta ligação da deputada Cristiane Brasil com um grupo de traficantes é exemplar dos laços mais profundos de casos em que uma mão suja a outra.

Não dá pra dizer que a deputada é culpada, o caso ainda está sendo investigado, mas é lícito dizer que esse tipo de acordo - que envolve proteção institucional e garantia de domínio de território - é mais do que comum, sem ele a situação no Rio não teria chegado a um ponto tão absurdo.

Basta olhar para os bandidos que tanto nos assustam. São quase todos muito pobres, iletrados, incapazes de negociar importação de armas/drogas/munição. Muita gente faz isso por eles, gente que, de um modo geral, defende a violência da polícia e que não admite qualquer discussão sobre temas relevantes para a segurança pública, como a descriminalização do uso de drogas - os caras não querem tratar do fim de um negócio que gera lucros financeiros e políticos. Não podemos nos limitar a focar apenas nos bandidos de sempre.


Deixe seu Comentário











Type the characters you see in the picture above.

BG
© Todos os direitos reservados. Todos os textos por Fernando Molica, exceto quando indicado. Antes de usar algum texto, consulte o autor. créditos do site    Clique para ver os créditos do site