Estação Piedade: a biografia de Fernando MolicaEstante: livros públicados pelo MolicaPáginas Amarelas: textos, artigos e outras palavras maisJulio Reis: Biografia, Músicas e PartiturasBlog: Pontos de PartidaFoto MolicaClique para voltar a página principalFoto Molicawww.fernandomolica.com.brEntre em contato com o Fernando MolicaInformações para imprensa

Blog

Pontos de Partida, o Blog do Fernando Molica

separador
BG

Investigação sobre jatinho complica contas de Campos e Marina

separador Por Fernando Molica em 21 de junho de 2016 | Link | Comentários (2)

As irregularidades relacionadas ao avião utilizado por Eduardo Campos em sua campanha à Presidência complicarão ainda mais o processo de prestação de contas da chapa formada por ele e por Marina Silva.

O site do TSE revela que Marina, defensora da anulação da chapa Dilma-Temer, não apresentou uma relação própria de receitas e despesas de campanha. Como no caso de Temer, as contas da ex-ministra estão incluídas nas apresentadas pelo candidato a presidente.

O processo de prestação de contas da chapa Campos-Marina, que tem o número 99094, continua aberto. No fim de março, frisei, no 'Informe do DIA', que comprovantes relacionados aos voos no PR-AFA ainda não haviam sido entregues à Justiça Eleitoral.

Na época, a assessoria de imprensa do TSE afirmou que as contas de candidatos a presidente e a vice eram analisadas de forma conjunta.

Presos hoje pela Polícia Federal, os empresários João Carlos Lyra Pessoa de Melo Filho e Apolo Santana Vieira tentam, há quase dois anos, se livrar da responsabilidade sobre o avião. Segundo a campanha de Campos, ambos doaram horas de voo para Campos e bancaram despesas de viagens.

As notas publicadas no 'Informe' ressaltaram que Lyra deu à Justiça do Trabalho declarações contraditórias relacionadas à propriedade do avião. Ele e Vieira estão entre os réus de processos movidos pelas famílias do piloto e do co-piloto que morreram no no acidente com o jatinho.

Também relacionada como ré nos processos trabalhistas, Marina também procurava se esquivar de qualquer responsabilidade sobre o avião. Seus advogados disseram à Justiça que ela voara apenas oito vezes no Citation, sempre na condição de convidada de Campos.


2 Comentários Enviados

Esse fato é só a ponta de iceberg, falta ser investigado a causa da explosão do jatinho e sua motivação.

separador

Informação muito útil, que retira de Marina silva a falsa máscara de puritana com que ela tem se apresentado ao País desde que se lançou candidata à presidência, em 2010.

Esse 'angu' do jatinho Cessna Citation tem muito caroço. Às instituições golpistas, aos golpistas da política, assim como aos veículos do PIG, não interessa o esclarecimento do acidente que matou Eduardo Campos, muito menos os detalhes de quem e por que meios financiava a campanha presidencial da dupla Eduardo-Marina em 2014. Apenas veículos e jornalistas não alinhados demonstram interesse no esclarecimento do caso. Essa operação da PF visa apenas tirar o foco das manobras e golpes orçamentários do governo golpista de michel temer, assim como das manobras e tramas sórdidas que o governo interino, a Câmara e o STF implementam para salvar Eduardo Cunha.

separador

Deixe seu Comentário











Type the characters you see in the picture above.

BG
Arquivo do Blog
bullet março 2020
bullet dezembro 2019
bullet novembro 2019
bullet outubro 2019
bullet agosto 2019
bullet julho 2019
bullet maio 2019
bullet abril 2019
bullet março 2019
bullet fevereiro 2019
bullet janeiro 2019
bullet outubro 2018
bullet setembro 2018
bullet agosto 2018
bullet junho 2018
bullet maio 2018
bullet abril 2018
bullet fevereiro 2018
bullet janeiro 2018
bullet dezembro 2017
bullet outubro 2017
bullet setembro 2017
bullet agosto 2017
bullet julho 2017
bullet junho 2017
bullet maio 2017
bullet abril 2017
bullet março 2017
bullet fevereiro 2017
bullet janeiro 2017
bullet dezembro 2016
bullet novembro 2016
bullet outubro 2016
bullet setembro 2016
bullet agosto 2016
bullet julho 2016
bullet junho 2016
bullet maio 2016
bullet abril 2016
bullet março 2016
bullet dezembro 2015
bullet novembro 2015
bullet outubro 2015
bullet agosto 2015
bullet julho 2015
bullet junho 2015
bullet abril 2015
bullet março 2015
bullet dezembro 2014
bullet junho 2014
bullet maio 2014
bullet abril 2014
bullet dezembro 2013
bullet novembro 2013
bullet outubro 2013
bullet setembro 2013
bullet agosto 2013
bullet julho 2013
bullet maio 2013
bullet abril 2013
bullet março 2013
bullet fevereiro 2013
bullet janeiro 2013
bullet dezembro 2012
bullet novembro 2012
bullet outubro 2012
bullet setembro 2012
bullet agosto 2012
bullet julho 2012
bullet junho 2012
bullet maio 2012
bullet abril 2012
bullet março 2012
bullet fevereiro 2012
bullet janeiro 2012
bullet dezembro 2011
bullet novembro 2011
bullet outubro 2011
bullet setembro 2011
bullet agosto 2011
bullet julho 2011
bullet junho 2011
bullet maio 2011
bullet abril 2011
bullet março 2011
bullet fevereiro 2011
bullet janeiro 2011
bullet dezembro 2010
bullet novembro 2010
bullet outubro 2010
bullet setembro 2010
bullet agosto 2010
bullet julho 2010
bullet junho 2010
bullet maio 2010
bullet abril 2010
bullet março 2010
bullet fevereiro 2010
bullet janeiro 2010
bullet dezembro 2009
bullet novembro 2009
bullet outubro 2009
bullet setembro 2009
bullet agosto 2009
bullet julho 2009
bullet junho 2009
bullet maio 2009
bullet abril 2009
bullet março 2009
bullet fevereiro 2009
bullet janeiro 2009
bullet dezembro 2008
bullet novembro 2008
bullet outubro 2008
bullet setembro 2008
bullet agosto 2008
bullet julho 2008
bullet junho 2008
bullet maio 2008
bullet abril 2008
bullet março 2008

separador bullet Arquivo Geral

separador bullet Blog Anterior (Online)
bullet Blog Anterior (PDF)
© Todos os direitos reservados. Todos os textos por Fernando Molica, exceto quando indicado. Antes de usar algum texto, consulte o autor. créditos do site    Clique para ver os créditos do site