Estação Piedade: a biografia de Fernando MolicaEstante: livros públicados pelo MolicaPáginas Amarelas: textos, artigos e outras palavras maisJulio Reis: Biografia, Músicas e PartiturasBlog: Pontos de PartidaFoto MolicaClique para voltar a página principalFoto Molicawww.fernandomolica.com.brEntre em contato com o Fernando MolicaInformações para imprensa

Blog

Pontos de Partida, o Blog do Fernando Molica

separador
BG

O carnaval que já começou

separador Por Fernando Molica em 15 de abril de 2014 | Link | Comentários (0)

Coluna 'Estação Carioca', O DIA, 10/3/14:

A passagem do último componente da Unidos da Tijuca marcou, na manhã de ontem, o início do Carnaval de 2015. É até engraçado falar assim, destacar que o fim gera o recomeço. Mas é assim mesmo, rituais -- e os desfiles representam um grande ritual --, são cíclicos, não têm começo nem fim, giram num eixo particular que ajuda a marcar a vida de todos nós. Transmitem alguma segurança, sabemos que daqui a um ano, as escolas estarão de volta aos maior dos palcos.

A ideia de ciclo ajuda a relativizar a euforia dos campeões -- a cada dia que passa se aproxima a hora de colocar o título em jogo -- e a aplacar a dor dos derrotados e injustiçados; a contagem regressiva para a hora da virada começou. Derrotas, como frisou Carlos Drummond de Andrade em crônica sobre a eliminação do time brasileiro em 1982, são instrumentos de renovação da vida, nos levam ao começar de novo.

Não sabemos como será o amanhã, mas temos certeza de que haverá desfile. Para a grande maioria, o Carnaval só voltará a dar sinais de vida lá para janeiro, quando as quadras das escolas voltarem a ficar lotadas. Mas a festa ficará dentro de cada um, hibernando em meio a planos para o ano que vem e inevitáveis balanços de perdas e ganhos, melhores e piores momentos, amores e desencantos, beijos dados e perdidos.

Nos próximos dias, as dicussões em torno dos desfiles irão diminuir nas conversas de bar e na internet, ficarão assim como aquele confete encontrado no fundo do tênis, a purpurina que, uma semana depois da festa, teima em brilhar num canto do rosto da moça. Mudarão de assunto quase todos os que tanto falam sobre a criatividade ou mesmice do Paulo Barros, as cuecas da Vila e a crueldade com o Império da Tijuca. Pela frente temos Libertadores, Copa, eleições (e imposto de renda, engarrafamentos, a barca que vai enguiçar, o metrô que ficará superlotado, o trem que deixará muita gente na mão, o mês que teima em durar mais que o salário).

Mas, enquanto isso, o Carnaval de 2015 estará sendo gestado. Fantasias largadas na dispersão logo ganharão nova vida em pequenas escolas de samba do Rio ou do interior. A alegoria que deslumbrou tanta gente virou passado, aquela mesma estrutura ganhará novos formatos e cores. Silenciosos, os artistas do samba começam a preparar a próxima festa, a dar forma aos sonhos de rei, de pirata e jardineira, como cantou Martinho da Vila. Desde já agradeço a todos eles, que tanto colaboram para deixar minha vida mais bonita e feliz, pela beleza de festa que, sei, teremos em 2015.


Deixe seu Comentário











Type the characters you see in the picture above.

BG
Arquivo do Blog
bullet março 2020
bullet dezembro 2019
bullet novembro 2019
bullet outubro 2019
bullet agosto 2019
bullet julho 2019
bullet maio 2019
bullet abril 2019
bullet março 2019
bullet fevereiro 2019
bullet janeiro 2019
bullet outubro 2018
bullet setembro 2018
bullet agosto 2018
bullet junho 2018
bullet maio 2018
bullet abril 2018
bullet fevereiro 2018
bullet janeiro 2018
bullet dezembro 2017
bullet outubro 2017
bullet setembro 2017
bullet agosto 2017
bullet julho 2017
bullet junho 2017
bullet maio 2017
bullet abril 2017
bullet março 2017
bullet fevereiro 2017
bullet janeiro 2017
bullet dezembro 2016
bullet novembro 2016
bullet outubro 2016
bullet setembro 2016
bullet agosto 2016
bullet julho 2016
bullet junho 2016
bullet maio 2016
bullet abril 2016
bullet março 2016
bullet dezembro 2015
bullet novembro 2015
bullet outubro 2015
bullet agosto 2015
bullet julho 2015
bullet junho 2015
bullet abril 2015
bullet março 2015
bullet dezembro 2014
bullet junho 2014
bullet maio 2014
bullet abril 2014
bullet dezembro 2013
bullet novembro 2013
bullet outubro 2013
bullet setembro 2013
bullet agosto 2013
bullet julho 2013
bullet maio 2013
bullet abril 2013
bullet março 2013
bullet fevereiro 2013
bullet janeiro 2013
bullet dezembro 2012
bullet novembro 2012
bullet outubro 2012
bullet setembro 2012
bullet agosto 2012
bullet julho 2012
bullet junho 2012
bullet maio 2012
bullet abril 2012
bullet março 2012
bullet fevereiro 2012
bullet janeiro 2012
bullet dezembro 2011
bullet novembro 2011
bullet outubro 2011
bullet setembro 2011
bullet agosto 2011
bullet julho 2011
bullet junho 2011
bullet maio 2011
bullet abril 2011
bullet março 2011
bullet fevereiro 2011
bullet janeiro 2011
bullet dezembro 2010
bullet novembro 2010
bullet outubro 2010
bullet setembro 2010
bullet agosto 2010
bullet julho 2010
bullet junho 2010
bullet maio 2010
bullet abril 2010
bullet março 2010
bullet fevereiro 2010
bullet janeiro 2010
bullet dezembro 2009
bullet novembro 2009
bullet outubro 2009
bullet setembro 2009
bullet agosto 2009
bullet julho 2009
bullet junho 2009
bullet maio 2009
bullet abril 2009
bullet março 2009
bullet fevereiro 2009
bullet janeiro 2009
bullet dezembro 2008
bullet novembro 2008
bullet outubro 2008
bullet setembro 2008
bullet agosto 2008
bullet julho 2008
bullet junho 2008
bullet maio 2008
bullet abril 2008
bullet março 2008

separador bullet Arquivo Geral

separador bullet Blog Anterior (Online)
bullet Blog Anterior (PDF)
© Todos os direitos reservados. Todos os textos por Fernando Molica, exceto quando indicado. Antes de usar algum texto, consulte o autor. créditos do site    Clique para ver os créditos do site