Estação Piedade: a biografia de Fernando MolicaEstante: livros públicados pelo MolicaPáginas Amarelas: textos, artigos e outras palavras maisJulio Reis: Biografia, Músicas e PartiturasBlog: Pontos de PartidaFoto MolicaClique para voltar a página principalFoto Molicawww.fernandomolica.com.brEntre em contato com o Fernando MolicaInformações para imprensa

Blog

Pontos de Partida, o Blog do Fernando Molica

separador
BG

O tiroteio virtural na Internet

separador Por Fernando Molica em 15 de novembro de 2012 | Link | Comentários (0)

Coluna Estação Carioca, jornal O DIA, 31/10:

A Internet, com suas caixas de comentários espalhadas por diversos sites e blogs, deve ajudar a poupar muitas vidas. É só notar o grau de violência de boa parte dos leitores. Alguns parecem escrever como quem aperta o gatilho em um tiroteio. Balas em forma de letras saem dispostas a acertar o primeiro que passar por sua frente. Ou seja, tanto melhor que tais tiros sejam apenas virtuais -- como mais ou menos proclamou aquele político paulista, ofendem mas não matam.

Os dicionários não seriam capazes de dar conta da variedade de insultos. A interatividade da rede de computadores destampou uma demanda reprimida, a necessidade represada de reclamar, opinar, desancar e xingar. Os fóruns de comentários nem de longe lembram as geralmente comportadas seções de cartas dos jornais.

Ao se julgar atingido por alguma notícia ou comentário, o internauta saca de seu teclado, atira primeiro e nem pergunta depois. Não concorda com nenhuma palavra do que leu e chega a defender até a morte o dever de seu antagonista ficar de boca fechada e de dedos amarrados. Na Internet tudo é rápido, diante de algo que considere absurdo, o internauta, muitas vezes sem se identificar, tende a mandar às favas qualquer escrúpulo de comedimento.

E tome de citações a mães de políticos, de referências nada sutis à sexualidade deste ou daquele personagem. E ai daquele que, num esforço, tenta evitar que injúrias, calúnias e difamações cheguem a público. No mínimo será chamado de censor. Pior é que muitas vezes o que é publicado em blogs anônimos ganha peso de verdade absoluta. A fofoca eletrônica tende a arrebanhar seguidores. Não adianta determinada estatal negar que uma advogada condenada por estelionato tenha sido admitida em seus quadros. Vale o escrito, mesmo em espaço sem qualquer credibilidade.

Mas a possibilidade de manifestação dos leitores precisa ser saudada, foi importante criar algum equilíbrio entre quem produz e quem consome informações. É ótimo que jornalistas e articulistas tenham perdido aquilo que, numa referência à TV, o Muniz Sodré chamou de monopólio da fala.

A Internet ainda é muito nova. Talvez, com o tempo, passada a ânsia de dizer tudo aquilo que ficou guardado por tantos anos, o ímpeto justiceiro seja substituído por uma postura mais democrática e o diálogo se sobreponha à gritaria eletrônica.


Deixe seu Comentário











Type the characters you see in the picture above.

BG
Arquivo do Blog
bullet março 2020
bullet dezembro 2019
bullet novembro 2019
bullet outubro 2019
bullet agosto 2019
bullet julho 2019
bullet maio 2019
bullet abril 2019
bullet março 2019
bullet fevereiro 2019
bullet janeiro 2019
bullet outubro 2018
bullet setembro 2018
bullet agosto 2018
bullet junho 2018
bullet maio 2018
bullet abril 2018
bullet fevereiro 2018
bullet janeiro 2018
bullet dezembro 2017
bullet outubro 2017
bullet setembro 2017
bullet agosto 2017
bullet julho 2017
bullet junho 2017
bullet maio 2017
bullet abril 2017
bullet março 2017
bullet fevereiro 2017
bullet janeiro 2017
bullet dezembro 2016
bullet novembro 2016
bullet outubro 2016
bullet setembro 2016
bullet agosto 2016
bullet julho 2016
bullet junho 2016
bullet maio 2016
bullet abril 2016
bullet março 2016
bullet dezembro 2015
bullet novembro 2015
bullet outubro 2015
bullet agosto 2015
bullet julho 2015
bullet junho 2015
bullet abril 2015
bullet março 2015
bullet dezembro 2014
bullet junho 2014
bullet maio 2014
bullet abril 2014
bullet dezembro 2013
bullet novembro 2013
bullet outubro 2013
bullet setembro 2013
bullet agosto 2013
bullet julho 2013
bullet maio 2013
bullet abril 2013
bullet março 2013
bullet fevereiro 2013
bullet janeiro 2013
bullet dezembro 2012
bullet novembro 2012
bullet outubro 2012
bullet setembro 2012
bullet agosto 2012
bullet julho 2012
bullet junho 2012
bullet maio 2012
bullet abril 2012
bullet março 2012
bullet fevereiro 2012
bullet janeiro 2012
bullet dezembro 2011
bullet novembro 2011
bullet outubro 2011
bullet setembro 2011
bullet agosto 2011
bullet julho 2011
bullet junho 2011
bullet maio 2011
bullet abril 2011
bullet março 2011
bullet fevereiro 2011
bullet janeiro 2011
bullet dezembro 2010
bullet novembro 2010
bullet outubro 2010
bullet setembro 2010
bullet agosto 2010
bullet julho 2010
bullet junho 2010
bullet maio 2010
bullet abril 2010
bullet março 2010
bullet fevereiro 2010
bullet janeiro 2010
bullet dezembro 2009
bullet novembro 2009
bullet outubro 2009
bullet setembro 2009
bullet agosto 2009
bullet julho 2009
bullet junho 2009
bullet maio 2009
bullet abril 2009
bullet março 2009
bullet fevereiro 2009
bullet janeiro 2009
bullet dezembro 2008
bullet novembro 2008
bullet outubro 2008
bullet setembro 2008
bullet agosto 2008
bullet julho 2008
bullet junho 2008
bullet maio 2008
bullet abril 2008
bullet março 2008

separador bullet Arquivo Geral

separador bullet Blog Anterior (Online)
bullet Blog Anterior (PDF)
© Todos os direitos reservados. Todos os textos por Fernando Molica, exceto quando indicado. Antes de usar algum texto, consulte o autor. créditos do site    Clique para ver os créditos do site