Estação Piedade: a biografia de Fernando MolicaEstante: livros públicados pelo MolicaPáginas Amarelas: textos, artigos e outras palavras maisJulio Reis: Biografia, Músicas e PartiturasBlog: Pontos de PartidaFoto MolicaClique para voltar a página principalFoto Molicawww.fernandomolica.com.brEntre em contato com o Fernando MolicaInformações para imprensa

Blog

Pontos de Partida, o Blog do Fernando Molica

separador
BG

Caso Biotech/Pedro II

separador Por Fernando Molica em 27 de dezembro de 2011 | Link | Comentários (5)

Na última quarta, o Informe do Dia começou a publicar notas sobre a disputa pela gestão do Hospital Pedro II - o hospital era estadual, pegou fogo no ano passado e passou para o município, que decidiu entregar sua administração a uma Organização Social. O resultado deveria ter saído na semana passada, mas duas das OSs concorrentes entraram com recursos contra a comissão que deu à Biotech a maior pontuação. A seguir, as notas publicadas.

Informe do Dia, 21/12:

Pedro II sob suspeita

Rio - A escolha da Organização Social (OS) que vai gerir o Hospital Pedro II, em Santa Cruz, foi adiada: duas das concorrentes (a Marca e a SPDM) recorreram de decisões da comissão criada pela Secretaria Municipal de Saúde.

A Marca questionou as boas notas atribuídas à Biotech, outra concorrente. Qualificada pela prefeitura como OS há menos de dois meses, a Biotech não demonstrou ter atuado na direção de unidades de saúde: nos documentos, citou apenas a experiência de seu responsável técnico, Valter Pelegrine Junior, na gestão de hospitais.

Experiência alheia
A Biotech ressaltou a atuação de Pelegrine Junior na GPS Total, responsável pelo Hospital de Acari, e na GPM Saúde, que foi gestora do Pedro II: este contrato foi rompido pelo então governador Garotinho. A GPS Total e a GPM pertecem à família Pelegrine.

Sem experiência

No último dia 9, a Biotech ficou em sétimo lugar na escolha da OS responsável por um novo hospital municipal na Ilha do Governador. A comissão concluiu que seu convênio com a GPS Total não comprovava "a experiência solicitada".


Informe do Dia, 22/12:

O mistério Biotech

Rio - O vereador Paulo Pinheiro (PSOL) decidiu solicitar à Secretaria Municipal de Saúde informações sobre a Biotech, Organização Social (OS) que mais pontos conquistou na disputa pela administração do Hospital Pedro II: como duas concorrentes protestaram, o resultado da escolha foi adiado pela prefeitura.

"Precisamos saber qual é a experiência dessa OS na gestão de hospitais", afirmou. Na disputa pelo Pedro II, a Biotech anexou apenas documentos sobre as atividades, em gestão hospitalar, de seu responsável técnico, Valter Pelegrine Junior.

A gestora de Acari

A família de Pelegrine é dona da GPS Total, que administra o Hospital Municipal de Acari. Como é uma empresa, a GPS não poderia disputar a gestão de novas unidades de saúde, reservadas para OSs. A Biotech foi qualificada pela prefeitura em 4 de novembro.

FGTS devido

Pelegrine Junior está registrado na prefeitura como presidente da Biotech. Segundo Pinheiro, relatório da Delegacia Regional do Trabalho mostra que a GPS não recolhe FGTS de funcionários há três anos. A dívida é de R$ 866 mil.


Informe do Dia, 23/12:

Infrações em Acari

Rio - A GPS Total Saúde, que administra o Hospital Municipal Ronaldo Gazolla, em Acari, recebeu, no dia 23 de novembro, nove autos de infração do Ministério do Trabalho. De acordo com o Relatório de Fiscalização, a empresa desrespeita o contrato com a prefeitura que determina o registro de seus funcionários pela CLT: segundo o documento, entre janeiro de 2008 e outubro de 2011, 707 pessoas trabalharam no hospital sem carteira assinada. Médicos e enfermeiros entrevistados pelos fiscais declararam ter vínculos com cooperativas de trabalho cujos nomes e endereços não souberam revelar.
Secretário municipal de Saúde, Hans Dohmann disse ontem que a experiência da GPS na gestão do Ronaldo Gazolla permitiu à Organização Social (OS) Biotech garantir a maior pontuação na disputa pela gestão do Hospital Pedro II, em Santa Cruz. O presidente da Biotech, Valter Pelegrine Junior, é um dos proprietários da GPS.

Dados omitidos

A fiscalização, solicitada pelo vereador Paulo Pinheiro (PSOL), registrou que a GPS não apresentou documentos relacionados aos seus funcionários. Como o Informe revelou, os fiscais cobram o recolhimento de R$ 866.209,84 relativo ao FGTS dos empregados não registrados.

Recursos

Dohmann disse que a GPS recorreu das infrações. Segundo ele, só depois do julgamento do recurso é que a prefeitura poderá tomar alguma atitude no caso. O secretário negou qualquer influência de políticos na escolha da OS que administrará o Pedro II: a licitação está sendo contestada por duas concorrentes.


Informe do Dia, 25/12

Amigos e parceiros

Papéis da Biotech, favorita para vencer a disputa pelo Hospital Municipal Pedro II, mostram que esta organização social (OS) funciona graças a uma espécie de ação entre amigos.
O processo de qualificação da OS na prefeitura revela: a Biotech (que até março chamava-se Associação Médico Gratuito) existe em torno da GPS Total, empresa que administra o Hospital Municipal de Acari. A experiência da antiga associação na área de saúde foi atestada apenas pela Cooperativa de Serviços de Saúde Total Saúde, que também tem ligações com a GPS Total.

Mesmo endereço

Quem assina, pela cooperativa, o documento sobre a especialização da associação é Maurilio Turatti, gestor da GPS. O CNPJ da GPS e o certificado de quitação do FGTS da cooperativa mostram que elas funcionam no mesmo endereço.

Experiência pessoal

Na disputa pelo Pedro II, a boa pontuação concedida à Biotech foi obtida graças à experiência em gestão de saúde do presidente da OS, Valter Pelegrine Junior, um dos donos da GPS. Duas concorrentes recorreram da avaliação.

A sede da Organização Social

A Biotech informou funcionar no imóvel que fica neste terreno da Estrada do Catonho, em Sulacap: um cartaz diz que a OS está em recesso. Se vencer a licitação, a Biotech receberá R$ 227 milhões da prefeitura para gerir o Pedro II, que fica em Santa Cruz.


5 Comentários Enviados

O mesmo deverá acontecer com a EBSERH que será sustentada pelo governo federal e que deverá incluir os hospitais federais e os universitários.Tudo foi muito bem orquestrado para que chegássemos onde chegamos com a saúde pública. O pior é que esta foi a saída que nos foi deixada pelo Presidente Lula,de quem eu jamais esperaria uma atitude desta. Eu só queria entender!!!!!!!!!!!!!!!!!!1

separador

Conheci a Biotech agora com a admissão de minha filha no Hospital Pedro II. Infelizmente ela passou num outro concurso, procurou a administração local e informou que estaria se retirando do contrato. Foi orientada a retornar alguns dias depois para o acerto pelos dias trabalhados. Quando retornou, ouviu o absurdo que nas contas feitas, deveria pagar à Biotech o valor do aviso prévio que não cumpriu. Como assim, além de não ser informada a respeito, ainda ficou devendo um aviso prévio que não existe, pois a lei lhe faculta sua retirada neste período de experiência. Procurar seus direitos, mais pela deslealdade com o Município e seu povo, que acredita em profissionais que se dizem respeitosos e no final são aproveitadores das necessidades do ser humano, humilde, à procura de seu sustento. Pesquisando, encontro o seu blog e percebo toda a realidade. Pergunta que não quer calar: qual o CNPJ desta empresa, pois no contrato firmado com minha filha, este não existe, como não existe o endereço da estrada do Catonho. Onde está a vergonha destas pessoas. Onde está a vergonha de nossos representantes no governo municipal. Ficarei muito decepcionado com nosso prefeito, que muito admiro, ao permitir que esta situação prossiga sem o devido esclarecimento à população. Agora fui surpreendido com mais um descalabro. Uma outra prifissional foi convocada para trabalhar no hospital, acertou salário e carga horária, mas nesta data recebe uma ligação informando que tudo estava alterado. Uma carga horária inicial de 30horas, dividida em três dias na semana, o que é comum nestas atividades na área da saúde, foi modificada para segunda a sábado de 7 às 13 hs. É certo que emprego dá quem tem e trabalho aceita quem precisa, mas covardias com o povo devem ser reprimidas, principalmente vindo de empresas que se dizem modernizar tudo aquilo que nosso sistema de saúde pública precisa. É lamentável. Fica aqui o meu protesto que espero seja do conhecimento de outras pessoas, para que não continuemos a ser enganados por estes trambiqueiros. Molica, por favor, mostre o caminho das pedras para que gritos como este tenham mais audição. Grato.

separador

Enquanto os gestores da Biotech (OS q ganhou R$ 227 milhoes p adm o Hospital Pedro II))desfilam com os seus carroes importados, mais umavez a classe da enfermagem foi tratada como minuria insignificante denyro de um hospital... Nos q tambem somos tao importantes quanto um médico (pois nao um sem o outro, cada um com a sua importancia é claro). Pq os demais Hospitais e Upas Municipais (exceto Acari) oferecem ao seu quadro de Tec de enf um salario de R$ 1300 e uma escala de 12x60, e a biotech está oferecendo a esse mesmo profissional uma escala de 12x36 e um salario de R$ 850 (a baixo do piso da clase), maqueiros, ascessoristas, secretarias todos possuiem osalario maior q o da enfermagem (nao querendo desmerecer os demais profissionais)... Mas se executamos uma mm funcao, temos a mm profissao, pq Governo federal paga um salario X, municipal Y e Estadual Z? O nosso governador nos paga menos que um salario minimo(o q é proibido em nosso pais, mas se nem ele cumpre com as leis, oq vamos fazer, nós peixes miudos? Na minha santa "ignorancia" eu acho q o Municipio repassa o mm valor as OS q irao adminstrar, os seus hospitais, e entao pq essa diferenca tao grande em relacao aescala de tra e o salariodos trab:? Nao é uma liscitacao? Nao é uma concorrencia, entao so ganha os tubaros? Deixo aqui meu desbafo... Pois o dia q essa profissao se extinguir, saberao tamanha é nossa importancia dentro de um Hospital, seje ele de peq, med e grande porte... Vamosdesmiticar q só o médico SALVA VIDAS E SO ELES MERECEM A MAIOR FATIA DO BOLO...

separador

A obra do Hospital está ótima, ficou muito bonito! Espero que também tenha médicos e aparelhos que fucionem, que tenha em fim estrutura para atender a população.

separador

Caros: eu não tenho a menor ideia de como se faz para trabalhar no Pedro II. Isso é com a Secretaria Municipal de Saúde e com a OS que venceu a disputa para administrar o hospital. A OS, a Biotech, é ligada à empresa que administra o Hospital de Acari, talvez lá vocês consigam alguma informação - há até algumas semanas, a Biotech não tinha telefone em seu nome. Enfim, lamento, mas não posso ajudá-los, sou um jornalista, apenas publiquei notas sobre o assunto. Abraços, boa sorte.

separador

Deixe seu Comentário











Type the characters you see in the picture above.

BG
© Todos os direitos reservados. Todos os textos por Fernando Molica, exceto quando indicado. Antes de usar algum texto, consulte o autor. créditos do site    Clique para ver os créditos do site