Estação Piedade: a biografia de Fernando MolicaEstante: livros públicados pelo MolicaPáginas Amarelas: textos, artigos e outras palavras maisJulio Reis: Biografia, Músicas e PartiturasBlog: Pontos de PartidaFoto MolicaClique para voltar a página principalFoto Molicawww.fernandomolica.com.brEntre em contato com o Fernando MolicaInformações para imprensa

Blog

Pontos de Partida, o Blog do Fernando Molica

separador
BG

O gosto que não se discute

separador Por Fernando Molica em 12 de maio de 2011 | Link | Comentários (0)

Coluna Estação Carioca, jornal O Dia, 11/5:

A qui entre nós: a decisão do Supremo Tribunal Federal sobre a união estável entre gays apenas reconhece algo que já havia na sociedade. Homossexuais existem desde que o mundo é mundo, e isso nunca dependeu de leis ou de autorizações judiciais. São pessoas como quaisquer outras, que estudam, trabalham, pagam seus impostos. Têm, portanto, o direito de se unirem com quem bem entenderem e de desfrutarem de um mínimo de segurança institucional. Não custa ressaltar que a decisão judicial não obriga ninguém a se unir a uma pessoa do mesmo sexo, vai quem quiser.

Reconhecer a diferença em relação à orientação sexual não é lá muito constrastante como a admissão de outras particularidades. Somos todos iguais e diferentes: na aparência, nos gostos, nas vocações profissionais, na preferência por um time de futebol ou por um candidato a presidente da República. Gostamos de ser aceitos como somos, não custa retribuir do mesmo jeito. Tenho que aceitar quem cultiva gostos que me soam estranhos, como torcer para o Flamengo, ouvir música sertaneja ou frequentar micaretas. Todos merecem ser respeitados. Isto vale também para quem vê um lugar diferente para colocar o seu desejo. O problema não é meu -- cada um com seu cada um, ou com cada uma, sei lá.

Na ânsia de discriminar, tem gente que se escandaliza mais com o casamento gay do que com um bando de corruptos reunidos em um governo. Há pessoas que convivem bem com a miséria, mas se horrorizam diante de um beijo entre personagens homossexuais numa novela. Há os que não cansam de criticar as diferenças sociais no Brasil, mas se arrepiam ao ouvir falar em cotas para negros em universidades. Quem é mais velho lembra da aparentemente interminável polêmica em torno da instituição do divórcio. Dizia-se que sua adoção acabaria com a família, com a sociedade, com o País. As previsões, claro, não deram certo.

Muitos reclamam de um eventual excesso de exposição de temas relacionados a homossexuais na TV, nas revistas e nos jornais. É possível que haja um exagero, mas isto é causado pela própria intolerância e falta de uma legislação mais compatível com a realidade social. O tema deixará de ocupar tanto espaço na medida em que seja absorvido e naturalizado. Talvez aí possamos nos dedicar a problemas que afetam a todos, hétero ou homossexuais. Questões como a miséria, as injustiças e a falta de oportunidades iguais.


Deixe seu Comentário











Type the characters you see in the picture above.

BG
Arquivo do Blog
bullet março 2020
bullet dezembro 2019
bullet novembro 2019
bullet outubro 2019
bullet agosto 2019
bullet julho 2019
bullet maio 2019
bullet abril 2019
bullet março 2019
bullet fevereiro 2019
bullet janeiro 2019
bullet outubro 2018
bullet setembro 2018
bullet agosto 2018
bullet junho 2018
bullet maio 2018
bullet abril 2018
bullet fevereiro 2018
bullet janeiro 2018
bullet dezembro 2017
bullet outubro 2017
bullet setembro 2017
bullet agosto 2017
bullet julho 2017
bullet junho 2017
bullet maio 2017
bullet abril 2017
bullet março 2017
bullet fevereiro 2017
bullet janeiro 2017
bullet dezembro 2016
bullet novembro 2016
bullet outubro 2016
bullet setembro 2016
bullet agosto 2016
bullet julho 2016
bullet junho 2016
bullet maio 2016
bullet abril 2016
bullet março 2016
bullet dezembro 2015
bullet novembro 2015
bullet outubro 2015
bullet agosto 2015
bullet julho 2015
bullet junho 2015
bullet abril 2015
bullet março 2015
bullet dezembro 2014
bullet junho 2014
bullet maio 2014
bullet abril 2014
bullet dezembro 2013
bullet novembro 2013
bullet outubro 2013
bullet setembro 2013
bullet agosto 2013
bullet julho 2013
bullet maio 2013
bullet abril 2013
bullet março 2013
bullet fevereiro 2013
bullet janeiro 2013
bullet dezembro 2012
bullet novembro 2012
bullet outubro 2012
bullet setembro 2012
bullet agosto 2012
bullet julho 2012
bullet junho 2012
bullet maio 2012
bullet abril 2012
bullet março 2012
bullet fevereiro 2012
bullet janeiro 2012
bullet dezembro 2011
bullet novembro 2011
bullet outubro 2011
bullet setembro 2011
bullet agosto 2011
bullet julho 2011
bullet junho 2011
bullet maio 2011
bullet abril 2011
bullet março 2011
bullet fevereiro 2011
bullet janeiro 2011
bullet dezembro 2010
bullet novembro 2010
bullet outubro 2010
bullet setembro 2010
bullet agosto 2010
bullet julho 2010
bullet junho 2010
bullet maio 2010
bullet abril 2010
bullet março 2010
bullet fevereiro 2010
bullet janeiro 2010
bullet dezembro 2009
bullet novembro 2009
bullet outubro 2009
bullet setembro 2009
bullet agosto 2009
bullet julho 2009
bullet junho 2009
bullet maio 2009
bullet abril 2009
bullet março 2009
bullet fevereiro 2009
bullet janeiro 2009
bullet dezembro 2008
bullet novembro 2008
bullet outubro 2008
bullet setembro 2008
bullet agosto 2008
bullet julho 2008
bullet junho 2008
bullet maio 2008
bullet abril 2008
bullet março 2008

separador bullet Arquivo Geral

separador bullet Blog Anterior (Online)
bullet Blog Anterior (PDF)
© Todos os direitos reservados. Todos os textos por Fernando Molica, exceto quando indicado. Antes de usar algum texto, consulte o autor. créditos do site    Clique para ver os créditos do site