Estação Piedade: a biografia de Fernando MolicaEstante: livros públicados pelo MolicaPáginas Amarelas: textos, artigos e outras palavras maisJulio Reis: Biografia, Músicas e PartiturasBlog: Pontos de PartidaFoto MolicaClique para voltar a página principalFoto Molicawww.fernandomolica.com.brEntre em contato com o Fernando MolicaInformações para imprensa

Blog

Pontos de Partida, o Blog do Fernando Molica

separador
BG

O sorvete de Paes

separador Por Fernando Molica em 10 de janeiro de 2009 | Link | Comentários (2)

Caro prefeito Eduardo Paes: ameaçar cobrar taxas de blocos de rua no Rio é pior do que pedir sorvete em açougue, como fez seu antecessor. Comparar o carnaval de rua carioca com o baiano é como comparar os foguetes do Hamas com o poderio bélico de Israel - não dá para ignorar as diferenças de peso entre os dois.

Ao contrário do que ocorre na Bahia, os blocos daqui não são empresas, não representam atividade econômica organizada. Lá em Salvador, um abadá chega a custar R$ 1.890,00 (preço para pular no Camaleão por três dias; o, digamos, one-day-abadá sai por R$ 840,00). Aqui no Rio não há corda separando foliões oficiais de não-oficiais, ninguém precisa comprar a camiseta (que custa uns R$ 15,00/R$ 20,00) para brincar. O dinheiro com as camisetas e com os patrocínios é usado com aluguel de carro de som, pagamento de bateria e contratação de seguranças. E só.

Quem ganha dinheiro com o Carnaval de rua é o município, que arrecada mais, que tem sua economia movimentada pela vinda de gente de todos os lugares. Os blocos tiraram o Carnaval do Rio de um impasse, já que a festa estava praticamente reduzida ao desfile das escolas de samba - um espetáculo deslumbrante, mas que é caro e oferece reduzidas possibilidades de participação e audiência.

O Carnaval de rua carioca é o que talvez melhor representa o povo que vive por aqui. É algo que nos traduz, que nos revela. Algo democrático, aberto a todos. A prefeitura só tem a lucrar com esta festa se agir de maneira correta. Basta conversar com os blocos, negociar itinerários e tempo de desfile, criar esquemas de trânsito que impeçam a paralisação da cidade. E, claro, cabe à prefeitura instalar banheiros químicos pela cidade - um investimento muito pequeno em relação aos benefícios que a festa traz para todos nós.

Em tempo: li, durante a campanha, que o então candidato Eduardo Paes costumava freqüentar micaretas e que tais. Ok, deve ter se divertido. Mas garanto que teria se divertido mais em um de nossos blocos, cantando e sambando pelas ruas da nossa querida cidade.



2 Comentários Enviados

Bem, espero que eles vejam...

separador

Essa medida é o que eu chamaria de "Absurdo de ordem"!
Vc já mandou esse link para o pessoal da assessoria dele???
Merece! Abs.

separador

Deixe seu Comentário











Type the characters you see in the picture above.

BG
Arquivo do Blog
bullet março 2020
bullet dezembro 2019
bullet novembro 2019
bullet outubro 2019
bullet agosto 2019
bullet julho 2019
bullet maio 2019
bullet abril 2019
bullet março 2019
bullet fevereiro 2019
bullet janeiro 2019
bullet outubro 2018
bullet setembro 2018
bullet agosto 2018
bullet junho 2018
bullet maio 2018
bullet abril 2018
bullet fevereiro 2018
bullet janeiro 2018
bullet dezembro 2017
bullet outubro 2017
bullet setembro 2017
bullet agosto 2017
bullet julho 2017
bullet junho 2017
bullet maio 2017
bullet abril 2017
bullet março 2017
bullet fevereiro 2017
bullet janeiro 2017
bullet dezembro 2016
bullet novembro 2016
bullet outubro 2016
bullet setembro 2016
bullet agosto 2016
bullet julho 2016
bullet junho 2016
bullet maio 2016
bullet abril 2016
bullet março 2016
bullet dezembro 2015
bullet novembro 2015
bullet outubro 2015
bullet agosto 2015
bullet julho 2015
bullet junho 2015
bullet abril 2015
bullet março 2015
bullet dezembro 2014
bullet junho 2014
bullet maio 2014
bullet abril 2014
bullet dezembro 2013
bullet novembro 2013
bullet outubro 2013
bullet setembro 2013
bullet agosto 2013
bullet julho 2013
bullet maio 2013
bullet abril 2013
bullet março 2013
bullet fevereiro 2013
bullet janeiro 2013
bullet dezembro 2012
bullet novembro 2012
bullet outubro 2012
bullet setembro 2012
bullet agosto 2012
bullet julho 2012
bullet junho 2012
bullet maio 2012
bullet abril 2012
bullet março 2012
bullet fevereiro 2012
bullet janeiro 2012
bullet dezembro 2011
bullet novembro 2011
bullet outubro 2011
bullet setembro 2011
bullet agosto 2011
bullet julho 2011
bullet junho 2011
bullet maio 2011
bullet abril 2011
bullet março 2011
bullet fevereiro 2011
bullet janeiro 2011
bullet dezembro 2010
bullet novembro 2010
bullet outubro 2010
bullet setembro 2010
bullet agosto 2010
bullet julho 2010
bullet junho 2010
bullet maio 2010
bullet abril 2010
bullet março 2010
bullet fevereiro 2010
bullet janeiro 2010
bullet dezembro 2009
bullet novembro 2009
bullet outubro 2009
bullet setembro 2009
bullet agosto 2009
bullet julho 2009
bullet junho 2009
bullet maio 2009
bullet abril 2009
bullet março 2009
bullet fevereiro 2009
bullet janeiro 2009
bullet dezembro 2008
bullet novembro 2008
bullet outubro 2008
bullet setembro 2008
bullet agosto 2008
bullet julho 2008
bullet junho 2008
bullet maio 2008
bullet abril 2008
bullet março 2008

separador bullet Arquivo Geral

separador bullet Blog Anterior (Online)
bullet Blog Anterior (PDF)
© Todos os direitos reservados. Todos os textos por Fernando Molica, exceto quando indicado. Antes de usar algum texto, consulte o autor. créditos do site    Clique para ver os créditos do site