Estação Piedade: a biografia de Fernando MolicaEstante: livros públicados pelo MolicaPáginas Amarelas: textos, artigos e outras palavras maisJulio Reis: Biografia, Músicas e PartiturasBlog: Pontos de PartidaFoto MolicaClique para voltar a página principalFoto Molicawww.fernandomolica.com.brEntre em contato com o Fernando MolicaInformações para imprensa
Fernando Molica

Estação Piedade

BIOGRAFIA

separador
Topo
Fernando Molica
Clique nas fotos ao lado para ampliar Clique para ampliar Clique para ampliar
separador

Fernando Molica nasceu no Rio de Janeiro em 1961. É autor dos romances Notícias do Mirandão, O ponto da partida, O inventário de Julio Reis (todos publicados pela Record), Bandeira negra, amor (Objetiva) e do infantojuvenil O misterioso craque da Vila Belmira (Rocco). Lançou também o livro-reportagem O homem que morreu três vezes (Record), que recebeu menção honrosa do Prêmio Vladimir Herzog. Participou das coletâneas Dicionário amoroso da língua portuguesa (Casa da Palavra), 10 cariocas (Ferreyra Editor, Córdoba), O livro branco (Record) e O meu lugar (Mórula). Foi, por duas vezes, finalista do Prêmio Jabuti. Os romances Notícias do Mirandão e Bandeira negra, amor também foram publicados na Alemanha.

Diretor da Abraji - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo -, organizou, para a entidade, três coletâneas de reportagens: 10 reportagens que abalaram a ditadura, 50 anos de crimes e 11 gols de placa. Os livros fazem parte da coleção Jornalismo Investigativo, da Record. Participou da entrevista com Betinho que gerou o livro No fio da navalha (Revan) e tem textos publicados em O livro das grandes reportagens (Globo), Mídia e violência (Cesec) e 95 - A tua estrela brilha (Mauad).

É jornalista formado pela Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Trabalhou nas sucursais cariocas dos jornais "O Estado de S.Paulo" e "Folha de S.Paulo" e foi chefe de reportagem de "O Globo". Em 1996, foi para TV Globo, onde trabalhou, como repórter especial, para o ‘Fantástico’ e diversos telejornais. Uma de suas reportagens ganhou, em 2004, o prêmio Vladimir Herzog. Em 2008, assumiu o cargo de editor da coluna "Informe do DIA", do jornal "O Dia". Escreve, semanalmente, uma crônica para o mesmo jornal, publicada na coluna ‘Estação Carioca’. Por seu trabalho como jornalista, recebeu, em 2009, o prêmio Orilaxé, do AfroReggae. Organizou e coordenou o MBA em Jornalismo Investigativo e Realidade Brasileira da Fundação Getúlio Vargas.



Agente Literário
Villas-Boas & Moss
http://vbmlitag.com.br
Material para Imprensa
Na seção Imprensa do site você encontra releases, fotos em alta resolução e outras informações.

bullet Clique aqui para entrar
Rodape
© Todos os direitos reservados. Todos os textos por Fernando Molica, exceto quando indicado. Antes de usar algum texto, consulte o autor. Desenvolvimento por Gabriel Lupi
Manutenção por Felipe Elia